Vingadores: Guerra Infinita | Diretores defendem atitude de Senhor das Estrelas

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em entrevista para a EW, Anthony e Joe Russo comentaram sobre um dos momentos mais enervantes de Vingadores: Guerra Infinita.

Spoilers na matéria a partir deste ponto.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na luta decisiva contra Thanos, quando todos heróis conseguem imobilizá-lo a ponto de tirarem a Manopla do Infinito de suas mãos, todo o esforço é desperdiçado por Peter Quill que, após descobrir a morte de Gamora, começa a socar o vilão e atrapalhar os outros.

Kevin Feige explica motivo de gostar das cenas pós-créditos em filmes Marvel

“Olha, ele é um personagem que já suportou muita dor. Perdeu muita gente em sua vida. Foi sequestrado por piratas quando tinha apenas 10 anos e foi criado por eles, perdeu a mãe, matou o pai e agora teve que suportar a morte do amor de sua vida. Então se você não consegue compreender o motivo dele ter agido assim, creio que não entende nada sobre humanidade. Ele é um personagem fracassado e isso que o torna tão interessante.”, contou Joe Russo.

“É um momento muito poderoso e emocionante. Amamos a cena porque conseguimos tornar o personagem realmente vulnerável na narrativa.”, concluiu Anthony Russo.

Os dois destacaram que os erros cometidos pelos personagens ao longo do filme é o que tornam humanos e empáticos. Seja com a briga de Guerra Civil ou pela vaidade de Thor em não matar Thanos imediatamente.

Vingadores: Guerra Infinita chegará no dia 22 de agosto nas lojas brasileiras em home vídeo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio