Benzinho, novo filme dirigido por Gustavo Pizzi (Riscado), foi escolhido para representar o Brasil na disputa pelo prêmio de Melhor Filme Ibero-americano no Prêmio Goya 2019.

Benzinho já foi vendido para mais de 20 países – França, China, Austrália, Nova Zelândia, República Checa, Portugal, México, Polônia, Bélgica, Holanda, Luxemburgo, Grécia, Espanha, Suíça, Áustria, Bósnia Herzegovina, Croácia, Macedônia, Montenegro, Sérvia e Eslovênia, Uruguai e México- e selecionado para 30 festivais até agora.

Crítica | Benzinho


Na história, Irene (Karine Teles) mora com o marido Klaus (Otávio Müller) e seus quatro filhos nos arredores do Rio de Janeiro. Entre os empreendimentos sem sucesso do parceiro e os problemas da irmã (Adriana Esteves), Irene se desdobra para ajudar a todos e dar atenção aos filhos. Mas é quando seu primogênito Fernando (Konstantinos Sarris, ator grego em sua estreia nos cinemas) é convidado para jogar handebol na Alemanha, que ela terá que lidar com o maior de seus problemas, a despedida antes do previsto.

Benzinho foi rodado em Petrópolis e Araruama, no Estado do Rio de Janeiro, e também traz no elenco o ator uruguaio Cesar Troncoso, Vicente Demori, Mateus Solano, Luan Teles, Arthur e Francisco Teles Pizzi, e da atriz Karine Teles.

A 33° edição do evento será realizada no dia 2 de fevereiro de 2019, na cidade de Sevilha na Espanha.