David Cronenberg, de A Mosca, explica por que não quer fazer outro filme de terror

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

David Cronenberg é um dos diretores mais influentes da última geração de Hollywood, chocando com sua crueza e terror extremamente gráfico em filmes como A Mosca, Videodrome e Crash: Estranhos Prazeres.

Em uma fase mais requintada de sua carreira, com thrillers como Senhores do Crime e Marcas da Violência, o diretor falou ao Entertainment Weekly sobre um possível retorno ao gênero do terror, onde até mesmo participou como ator de Jason X.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu nunca resisti a isso. Já me ofereceram muitos projetos por aí, e eles pareciam apenas uma repetição de basicamente tudo o que eu já tinha feito, então isso não é interessante. Eu acho que o motivo pelo qual eu comecei a me afastar do terror direto foi simplesmente porque, ao invés de ser libertador, o que sempre é no começo – e é um gênero realmente capaz de entregar algo a mais do que sustos se for feita por pessoas talentosas – mas eu acho que agora o terror se tornou mais restritivo do que libertador”, explica o cineasta.

“Então eu acho que em todos os meus filmes ainda há textura disso por baixo de tudo, mas eu não realmente me vejo voltando a fazer isso. Mas você nunca sabe, nunca se sabe”, promete Cronenberg.

David Cronenberg recusou por telefone a direção de Star Wars, e Lucasfilm desligou na sua cara

Cronenberg não tem nenhum projeto em desenvolvimento para o cinema, com seu último filme lançado sendo Mapas para as Estrelas, em 2014. O diretor atualmente desenvolve uma série para a TV.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio