Diretora de Cinquenta Tons de Cinza não recebeu nenhuma proposta após sucesso do filme

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

É um fato de que há muito menos mulheres trabalhando como diretoras em Hollywood, especialmente aquelas envolvidas em projetos de grandes orçamentos ou blockbusters.

Quando Sam Taylor-Johnson dirigiu Cinquenta Tons de Cinza em 2015, a adaptação do romance de EL James foi um estrondoso sucesso de bilheteria, arrecadando mais de US$ 500 milhões ao redor do mundo todo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em um cenário ideal, mesmo com as já esperadas críticas negativas, Johnson seria bombardeada com propostas de estúdios e grandes projetos, mas a diretora revelou ao Indiewire no Festival Internacional de Cinema de Toronto que nada disso aconteceu.

“Você ficaria surpresa com como… Não, na verdade você não ficaria surpresa, infelizmente. Eu estava literalmente pegando migalhas”, revela Johnson, que saiu da franquia após diferenças criativas com James, sendo substituída por James Foley nas duas continuações com Dakota Johnson e Jamie Dornan.

Agora, Sam Taylor-Johnson lança A Million Little Pieces no Festival de Toronto, adaptação do livro de James Frey estrelada por seu marido, o ator Aaron Taylor-Johnson.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio