Esquadrão Suicida | Diretor admite erro de continuidade com a morte de Robin no filme

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Esquadrão Suicida é uma das maiores manchas do acervo de filmes da DC (junto de Lanterna Verde) em recente memória. Enquanto que existam muitos problemas nesse filme, um dos que acaba ganhando mais atenção é a versão do Coringa da obra, interpretado por Jared Leto.

Agora, até mesmo o diretor do filme, David Ayer, revelou que um dos elementos do filme foi um grande erro de continuidade: a morte de Robin, fiel escudeiro do Batman.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No filme, é estabelecido que Arlequina foi cúmplice do assassinato de Robin pelas mãos do Coringa. Porém, quando Harleen e o vilão se conhecem no Asilo Arkham, o Palhaço do Crime já está com seus dentes de metal, que foram adicionados após o Batman quebrar sua boca em vingança pela morte de Robin.

É uma incongruência apontada por um fã no Twitter, e que Ayer respondeu afirmando que “a linha do tempo foi alterada depois que gravamos aquela cena”, em seu perfil na rede social.

Confira no final da notícia.

David Ayer, diretor de Esquadrão Suicida, pede desculpas por ter xingado a Marvel

Apesar do fracasso de crítica e de muitos fãs não terem ficado satisfeitos com Esquadrão Suicida, que teve estrelas como Will Smith e Margot Robbie no elenco, o longa faturou quase 750 milhões de dólares em bilheteria e vai ganhar uma sequência.

Esquadrão Suicida 2 segue sem previsão de estreia, mas não deve chegar aos cinemas antes de 2020. Will Smith, um dos protagonistas, vai gravar antes dois filmes: Bad Boys 3 e Bright 2.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio