Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban | Alfonso Cuarón revela lição que aprendeu antes de dirigir o filme

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Enquanto divulgada o seu mais novo trabalho, Roma, o diretor Alfonso Cuarón revelou em entrevista à Vanity Fair uma lição que aprendeu enquanto filmava Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, um de seus trabalhos mais conhecidos.

O diretor estava relutante em aceitar a direção do longa, o que o fez ligar para seu amigo, o também diretor Guillermo del Toro, para pedir sua opinião sobre o filme. “Conversei com Guillermo ele perguntou ‘O que está acontecendo? Algum projeto por aí?’ e eu disse ‘Eu vou dirigir Harry Potter, você pode acreditar?’”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Cuarón disse que chegou a brincar sobre o fato de que ele não tinha lido os livros da série, algo que fez Del Toro ficar furioso. “Ele disse ‘Vai se f*** magrelo, você é um arrogante. Você vai agora na livraria e vai comprar os livros e vai lê-los e então você vai conversar comigo”.

O diretor explicou que leu os dois primeiros livros e quando chegou ao terceiro, ele conversou com Del Toro novamente dizendo que o material no livro era muito bom. “Como cineasta, essa foi uma espécie de lição de humanidade, como alguém dizendo como eu poderia fazer meu próprio filme, mas ao mesmo tempo, respeitar o que havia sido feito em dois filmes antes?”.

Roma | Crianças da Cidade do México são o foco em novas imagens do filme de Alfonso Cuarón

Roma, próximo filme do diretor feito para a Netflix, tem previsão de lançamento na plataforma de streaming para dezembro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio