Nicolas Cage revela que não se importa com o fato da maioria de seus filmes serem exibidos em Video on Demand

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante a divulgação de Mandy, seu mais novo longa, o ator Nicolas Cage conversou com o IndieWire sobre o fato da maior parte dos seus filmes mais recentes estrearem diretamente em serviços de Video on Demand (VOD), ao invés do tradicional cinema.

“A questão é que, como qualquer outro ator de cinema, a princípio eu fiquei ofendido com a ideia do video-on-demand porque você quer que seus filmes estejam na tela grande” explicou o astro.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Cage, porém, começou a entender com o VOD e gosta das possibilidades desse tipo de plataforma. “Ele rapidamente se tornou um modelo a ser seguido. Ninguém vê os números do VOD. As pessoas não entendem de fato quantas pessoas estão assistindo e quanto de dinheiro está sendo gasto. A única razão pela qual ainda faço filmes é porque o VOD tem sido muito bem aceito”.

Mandy | Nicolas Cage se inspirou em Jason, de Sexta-Feira 13, para o filme

Mandy, próximo fime do ator, ainda conta com Andrea Riseborough e Linus Roache em seu elenco. É também um dos últimos trabalhos do compositor Johann Johannson, que faleceu neste ano.

Mandy estreia nos cinemas americanos em 14 de setembro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio