A Casa que Jack Construiu | Polêmico filme de Lars von Trier terá versão com corte do diretor lançada

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Casa que Jack Construiu, novo filme de Lars von Trier, terá dois formatos. Um deles será a versão comercial, que está perto de chegar ao Brasil, e a outro será com o corte do diretor.

Conforme o Indie Wire, a versão com o corte de Lars von Trier, que foi a mesma exibida no Festival de Cannes, será exibida nos Estados Unidos por uma noite, no dia 28 de novembro. Depois, A Casa que Jack Construiu ficará em cartaz apenas com a versão comercial na América do Norte.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com Matt Dillon, Bruno Ganz e Uma Thurman no elenco, A Casa que Jack Construiu conta a história de Jack (Dillon), um inteligente assassino americano da década de 70, através de cinco assassinatos que definem o seu desenvolvimento como um serial killer. O filme é contado sob o ponto de vista do assassino.

A Casa que Jack Construiu, de Lars von Trier, ganha cartazes chocantes com atores amarrados e contorcidos

Na trama, um dia, durante um encontro fortuito na estrada, o arquiteto Jack mata uma mulher. Este evento provoca um prazer inesperado no personagem, que passa a assassinar dezenas de pessoas ao longo de doze anos. Devido ao descaso das autoridades e à indiferença dos habitantes locais, o criminoso não encontra dificuldade em planejar seus crimes, executá-los ao olhar de todos e guardar os cadáveres num grande frigorífico. Tempos mais tarde, ele compartilha os seus casos mais marcantes com o sábio Virgílio (Bruno Ganz) numa jornada rumo ao inferno.

A Casa que Jack Construiu estreia em 1º de novembro no Brasil e será o primeiro país a lançar o filme em circuito comercial. O filme tem 155 minutos de duração.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio