A Sony se tornou o quarto estúdio do ano a ultrapassar a marca de US$ 1 bilhão. A arrecadação extraordinária nas bilheterias foi alcançada graças a Venom.

Além do filme que recém-estreou nos cinemas mundiais, a Sony ainda contou durante o ano com longas como O Protetor 2, Slenderman, Sicário: Dia do Soldado e Alfa. Em exibição, junto com Venom, está Goosebumps 2: Halloween Assombrado.

Para aumentar ainda mais a marca, a Sony ainda contará esse ano com o lançamento de Millennium: A Garota na Teia de Aranha, que chega em novembro, e com Homem-Aranha: no Aranhaverso, animação que estreia nos EUA em 2018, mas apenas em janeiro de 2019 no Brasil.


Apesar desse grande grupo de filmes, Venom deve ser o maior responsável por alavancar a arrecadação da Sony. Em duas semanas, o longa conta com US$ 378 milhões ganhos ao redor do mundo.

Bilheteria EUA | O Primeiro Homem decepciona e Venom segue no topo ao lado de Nasce Uma Estrela

Os outros estúdios a alcançarem a marca em 2018 são a Disney, a Warner Bros e a Universal.

Desenvolvido pela Sony, Venom pretende abordar um lado anti-herói do vilão, e não deve contar com a presença do Homem-Aranha. A ideia do estúdio é estabelecer seu próprio universo compartilhado com personagens do Cabeça de Teia, colocando responsabilidade nos ombros do diretor Ruben Fleischer (Zumbilândia).

Tom Hardy, Michelle Williams, Riz Ahmed, Michelle Lee e Woody Harrelson compõem o elenco principal.

Venom está em exibição nos cinemas brasileiros.