Jet Li é um dos maiores artistas marciais da História do Cinema, e o astro chinês chegou muito perto de ter um papel na popular franquia Matrix, iniciada pelas irmãs Lana e Lily Wachwoski em 1999.

Quando a Warner Bros preparava as aguardadas continuações Matrix Reloaded e Matrix Revolutions, Li foi convidado para interpretar o papel de Seraph nas produções, mas o ator recusou por um motivo nobre: manter os direitos sobre seus movimentos de luta.

Falando em um talk show na China (via The A.V. Club), o ator explicou melhor essa questão.


“Eu percebi que os americanos queriam que eu filmasse por três meses, mas ficar com a equipe por nove. E nesses seis meses, eles queriam gravar e copiar todos os meus movimentos em uma biblioteca digital. No fim da gravação, os direitos desses movimentos ficariam com eles”, revela o ator.

“Eu fiquei pensando: Eu treinei toda a minha vida. E nós artistas marciais só ficamos mais velhos. E ainda assim eles seriam donos dos meus movimentos como propriedade intelectual pra sempre. Então eu disse que não poderia fazer isso”, explica Li.

Matrix | Trilogia será relançada em 4K ainda este ano

Além de Li, o papel de Seraph também foi oferecido a Michelle Yeoh (O Tigre e o Dragão), mas acabou ficando com Collin Chou (O Reino Proibido).

Matrix Reloaded e Matrix Revolutions foram lançados em 2003.