Após O Primeiro Homem, protagonizado por Ryan Gosling e dirigido por Damien Chazelle, conseguir “apenas” US$ 16 milhões nas bilheterias norte-americanas em seu final de semana de estreia, a Universal decidiu responder ao fato para o Deadline.

A expectativa era de que a cinebiografia de Neil Armstrong conquistasse algo entre US$ 20-25 milhões, mas acabou ficando atrás de Venom, com US$ 32 milhões e Nasce Uma Estrela, com US$ 29 milhões nas bilheterias.

“Como vimos nesses lançamentos, filmes de qualidade como O Primeiro Homem tiveram 88% de aprovação no Rotten Tomatoes – sendo ótimos na exibição e mantendo uma boa média nas bilheterias. Os resultados desse final de semana são apenas o ponto de início. Dramas adultos de qualidade lançados nesse período produziram o mesmo. Isso é uma maratona, não uma corrida rápida”, declarou o presidente do estúdio, Jim Orr.


O mandatário ainda acredita que o longa será relembrado por meses, apesar do começo morno nas bilheterias.

O Primeiro Homem | Filhas de Ryan Gosling acreditam que agora ele é um astronauta, conta o ator

“Público, críticos e especialistas de premiações estarão falando de O Primeiro Homem por meses, bem como no Ano Novo. Nós antecipamos que o filme terá uma longa, bem-sucedida jornada nas bilheterias dos EUA, o que certamente é merecido”, destacou o executivo da Universal.

Baseado no livro de James R. Hansen, o longa é um recorte visceral em primeira pessoa sobre uma das missões mais perigosas da história: a chegada do homem à Lua. A história explora os sacrifícios e os custos – de um homem e de uma nação – a fim de completar a jornada da NASA durante o período de 1961-1969.

O Primeiro Homem reúne o diretor Damien Chazelle (Whiplash: Em Busca da Perfeição, La La Land: Cantando Estações) com Ryan Gosling (Blade Runner 2049) após o sucesso estrondoso do musical La La Land. Claire Foy, Corey Stoll, Kyle Chandler e Jason Clarke completam o elenco.

O Primeiro Homem será lançado em 18 de outubro no Brasil.