Cineasta admite ter produzido filme de alien que popularizou teoria da conspiração

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um dos maiores argumentos que sustentam uma teoria da conspiração de que aliens existem e foram pegos na Terra é uma mentira. É isso que confirmou o homem que gravou a cena.

Para o jornal The Sun, o cineasta Spyros Melaris revelou que recebeu US$ 54 mil para produzir um vídeo que simulava a autópsia de um ET. O vídeo foi lançado em 1995 e fez muito sucesso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A história por trás da produção dizia que o alien estava pilotando um disco voador que caiu na cidade de Roswell, no Novo México, em 1974. Para a gravação foram usados efeitos de envelhecimento, o que deu um tom de documentário na montagem.

Festival de Veneza é “propaganda da Netflix”, dizem exibidores e cineastas italianos

“Não foi uma tarefa fácil, o filme foi pensado em todos os seus detalhes, do figurino aos cenários. Eu tive a sorte de ter acesso a equipamentos profissionais de filmagem e edição. Mais importante de tudo foi ter acesso a alguns profissionais muito talentosos”, contou o diretor de 56 anos.

A gravação foi feita na casa de uma ex-namorado de Melaris, com órgãos de animais mortos. A encomenda foi feita pelo empresário Ray Santilli, que depois vendeu a gravação para canais de TV, ganhando milhares de dólares.

O dono da produção contou a história de que teria achado a cena quando procurava por um antigo vídeo de Elvis Presley. Abaixo, está a gravação completa:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio