Os produtores e roteiristas de Homem-Aranha no Aranhaverso, Phil Lord e Chris Miller, escreveram um comovente tributo ao falecido escritor da Marvel, Stan Lee, para o Hollywood Reporter.

Lord e Miller contaram que participaram de uma festa na San Diego Comic-Con em 2013, onde conseguiram encontrar Lee para debater ideias para a animação.

“Ele fez a reunião como um favor para um amigo – nós claramente não tínhamos nada para oferecer a ele. Mas nós tínhamos feito Clone High naquele ponto e nos encontramos com ele para ver se havia algo que pudéssemos fazer juntos na animação”, disse a dupla.


“Quando chegamos, pensamos que apresentaríamos idéias para ele, mas ele acabou apresentando nada menos que sete ideias em uma reunião de 45 minutos. Era uma máquina de ideias. Ele parecia ser um homem para quem a criação era tão automática quanto respirar. Tivemos a sorte de tê-lo em nosso filme com uma participação.”

Na história, o jovem Miles Morales se vê com problemas na escola e passa por uma nova fase com a puberdade, ao mesmo tempo em aprende a utilizar os seus novos poderes de Homem-Aranha.

Homem-Aranha no Aranhaverso ganha cartazes de personagens no dia da morte de Stan Lee

Para lidar com tudo isso, o garoto ganha novos amigos, que são simplesmente os heróis de outros universos, como Peter Parker (Jake Johnson), o Porco-Aranha (John Mullaney), O Homem-Aranha Noir (Nicolas Cage), a Spider-Gwen (Hailee Steinfeld) e a Peni Parker (Kimiko Glenn).

O roteiro de Homem-Aranha no Aranhaverso foi escrito por Phil Lord e Chris Miller, dupla responsável pela comédia Anjos da Lei e a animação Uma Aventura LEGO.

Stan Lee fará uma participação animada no filme. Essa deve ser uma das últimas aparições do lendário quadrinista nas telonas.

Homem-Aranha no Aranhaverso estreia nos cinemas brasileiros em 10 de janeiro de 2019.