O Deadline anunciou recentemente que um remake de Matar ou Morrer (High Noon), faroeste clássico de 1952, vai acontecer oficialmente com a Classical Entertainment.

O projeto está sendo tocado por Karen Kramer, esposa do falecido cineasta Stanley Kramer, que conseguiu fechar um acordo com David L. Hunt e Thomas Olaimey após negociações com a Relativity falharem.

“Eu parabenizo Thomas e David pelo entusiasmo e paixão para refazer esse clássico onde um homem luta por justiça quando isso era a coisa mais difícil. Esse tema é a marca de muitos filmes de Stanley Kramer, e chega em uma hora onde essa mensagem é mais necessária do que nunca”, disse Kramer, que atuará como produtora executiva.


Meu Ódio Será Sua Herança | Mel Gibson diz que remake “era uma ideia ruim”

Vencedor de quatro Oscar na época que foi lançado (incluindo um para Gary Cooper), o filme original com Grace Kelly conta a história de um honrado xerife que promete lutar sozinho contra um violento criminoso a fim de proteger a pequena cidade a que serve.

Fred Zinnemann (A Um Passo da Eternidade) dirigiu o filme original, escrito por Carl Foreman (Os Canhões de Navarone).

O remake de Matar ou Morrer ainda não tem data de estreia.