De acordo com o Comic Book, Pokémon: Detetive Pikachu deve ter classificação indicativa PG-13 – proibido para menores de 12 anos no Brasil.

A notícia não é exatamente surpreendente, mas o fato de o longa não ser permitido para todos os públicos indica um tom – e talvez até senso de humor – um pouco mais maduro do que se esperaria de um live-action de Pokémon.

“A história começa quando Harry Goodman desaparece misteriosamente, deixando o seu filho Tim, de 21 anos, com a missão de descobrir o que aconteceu. Ajudando na investigação está o antigo parceiro Pokémon de Harry, o detetive Pikachu: um hilário quebrador de mistérios, super-detetive adorável que é uma perplexidade até para ele mesmo. Descobrindo que estão unicamente equipados para se comunicarem entre si, Tim e Pikachu se tornam parceiros na aventura de suspense com um mistério complexo. Caçando pistas nas ruas de Ryme – uma moderna cidade onde humanos e Pokémons vivem em paz em um mundo ultra-realístico – eles encontram um elenco diverso de Pokémons, descobrem uma trama que pode acabar com a convivência de paz e que ameaça todo universo Pokémon”, afirma a sinopse.


Pokémon: Detetive Pikachu | Descrições de novas cenas do filme são divulgadas

O elenco do live-action do jogo homônimo inspirado no universo de Pokémon já conta com Ryan Reynolds (como a voz de Pikachu), Justice Smith, Ken Watanabe e Kathryn Newton. A história seguirá um falante Pikachu, que ama café e solucionar problemas.

Alex Hirsch fará o roteiro do filme, com Rob Letterman na direção.

O longa tem previsão de estreia para 10 de maio de 2019.

Enquanto isso, Ryan Reynolds também se prepara para lançar Once Upon a Deadpool, versão para menores de idade de Deadpool 2. O filme tem estreia marcada para 12 de dezembro nos EUA.