Suspiria | Roteirista explica como o remake trabalha o empoderamento feminino de modo diferente do longa original

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Suspiria, remake do clássico de 1977, trabalhará com questões atuais em sua trama, e uma delas é o empoderamento feminino.

Apesar do longa original também trabalhar com a ideia de mulheres de personalidade forte, durante uma entrevista ao Collider, Jessica Harper, uma das roteiristas do longa, resolveu explicar como o novo filme trabalha tal questão de forma diferente e contemporânea.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu adoro ver o contraste da visão de 40 anos trás com essa nova versão. Em ambos os casos, há um poder masculino e um feminino que – se você volta para 1977 – é ainda mais impactante, porque os tempos eram bem diferentes. Agora você vê esse novo filme, e ele é bem mais forte de certo modo. Mas, novamente, refletir o que as mulheres passam agora e depois ver isso, é bem interessante” disse Harper.

Baseado no clássico de Dario Argento, Suspiria promete abordar a história de uma jovem talentosa que se junta à uma companhia de dança na Europa, apenas para descobrir que a escola abriga um culto de bruxaria.

Suspiria | Remake de Luca Guadagnino tem a melhor média de bilheteria do ano em estreia

O elenco conta com Dakota Johnson, Tilda Swinton, Chloë Grace Moretz e Mia Goth.

Suspiria estreia nos EUA em 2 de novembro, e ainda não tem data para chegar aos cinemas brasileiros.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio