A diretora dinamarquesa Susanne Bier deu uma entrevista ao Polygon em que defendeu a decisão de fazer um final diferente do livro em Bird Box, novo filme original da Netflix.

Para Bier, era importante trazer uma sensação maior de otimismo à adaptação.

“O filme é um pouco mais positivo. É diferente do livro em muitos aspectos, mas também é muito inspirado nele. O livro também possui uma espécie de final positivo e não queria ter feito um filme apocalítico sem um final de esperança. De certa forma, praticamente tudo o que fiz tinha um final esperançoso. Não quero que o público saia do cinema ou de qualquer tela com uma espécie de ponto de vista sombrio. Não é nisso que acredito.”


Bird Box | Stephen King elogia o filme da Netflix com Sandra Bullock

Bird Box é inspirado no livro de Josh Malerman, que conta a história de um futuro pós-apocalíptico. Nele, a Terra é invadida por aliens que dominam o mundo e buscam controlar as pessoas.

O elenco do suspense ainda conta com John Malkovich, Jackie Weaver, Trevante Rhodes, Lil Rel Howery, Machine Gun Kelly e Danielle Macdonald.

Eric Heisserer, indicado ao Oscar por seu trabalho em A Chegada, assina o roteiro de Bird Box. Susanne Bier, diretora dinamarquesa de The Night Manager, dirige.

Bird Box já está disponível na Netflix.