Infiltrado na Klan | Spike Lee espera indicação ao Oscar mas duvida de vitória

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em participação no podcast da IndieWire, Filmmaker Toolkit, Spike Lee falou sobre suas expectativas para Infiltrado na Klan na temporada das premiações.

Mostra SP | Crítica: Infiltrado na Klan

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu estou fazendo de tudo, encontrando os eleitores e beijando bebês. Isso é o que todo mundo me falou que eu tinha que fazer”, afirmou o diretor sobre suas preparações para a disputa.

O diretor também declarou que os prêmios pouco tem a ver com o merecimento dos atores e equipes de produção.

“Se você merece ou não o prêmio, não tem nada a ver com o resultado. Você não acha que o Al Pacino merecia um Oscar por Poderoso Chefão, ou Poderoso Chefão 2, ou Serpico, ou Um Dia de Cão ou Justiça para Todos? Não acha que ele deveria ter ganhado pelo menos um?”, questionou Spike Lee.

Lee refletiu também sobre a história da Academia, e admitiu que mesmo nos melhores trabalhos, a premiação não é garantida.

“A história provou que com a Academia, as vezes os seus melhores trabalhos não são reconhecidos. O negócio é o seguinte, eu concordo com Martin Scorsese quando ele afirma que o objetivo não é ganhar um Oscar. Não, a razão para se fazer filmes é o amor pelo cinema. É disso que se trata”, comentou o diretor.

Adaptado de uma história real, Infiltrado na Klan conta a história de um policial negro que monta uma operação para se infiltrar no grupo racista da Ku Klux Klan.

O elenco conta com John David Washington, Adam Driver, Laura Harrier e Topher Grace.

Infiltrado na Klan estreia nos cinemas brasileiros em 22 de novembro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio