O aclamado e pioneiro diretor indiano Mrinal Sen morreu nesse domingo (30), aos 95 anos, em sua amada cidade natal Kolkata.

Mulher-Maravilha | Compositor da clássica série de TV morre aos 91 anos

Sen é conhecido como um dos mais influentes diretores de uma nova onde de filmes produzida por cineastas indianos nos anos 60 e 70.


O diretor formou um trio com os cineastas Satyajit Ray e Ritwik Ghatak da província de Bengala, e o grupo produziu diversos filmes que impactaram a sociedade indiana e foram extremamente elogiados em circuitos internacionais.

San nasceu em 1925, quando a Índia ainda era controlada pelo Reino Unido, na área onde se encontra o Bangladesh. Sua estreia no cinema aconteceu em 1955, com o filme Raat Bhore.

Seu filme mais famoso é Bhuyan Shome, lançado em 1969. O longa conta a história de um funcionário público que sofre uma transformação impressionante quando sai para caçar.

Durante sua carreira, Sen recebeu diversos prêmios em festivais de cinema, como o de Berlim e o de Cannes.

Grandes personalidades da sociedade indiana lembraram do legado do diretor nesse domingo.

“Seu olhar penetrante e sensível sobre a realidade social da Índia o transformou em um cronista de nosso tempo”, afirmou Ram Nath Kovind, presidente da Índia.

A causa da morte oficial do diretor não foi divulgada, mas ele já batalhava contra uma doença degenerativa há alguns anos.

Mrinal Sen deixa para trás seu filho único, Kunal.