Chadwick Boseman, estrela de Pantera Negra, diz que pretendia trazer um senso de cultura e história para T’Challa, cujo autêntico sotaque africano não foi bem recebido pelos produtores da Marvel inicialmente.

Em entrevista à Variety, Boseman explicou por que eles não gostavam da ideia.

“Acho que o sotaque foi como uma bússola para mim. Queria ter certeza de que havia a representação mais verdadeira da cultura africana que poderíamos fazer em um filme como este com um país que não é real, com um passado que não é real. Tinha que me certificar de como ele iria soar com aquele sotaque. Os produtores temiam o que o público pensaria.”


“Eles achavam que um sotaque africano talvez fosse demais para o público. Eu senti exatamente o oposto”, continuou. “Se eu falasse com sotaque britânico, o que aconteceria quando fosse para casa? Passei por situações em que tive que defender esta ideia e tentar de novo. Para eles, acho que não era grande coisa, apenas uma opinião.”

Pantera Negra | Filme se consagra como a maior bilheteria de 2018 na América do Norte

No momento, Pantera Negra 2 está em desenvolvimento.

O diretor Ryan Coogler volta para continuar a história do herói no Universo Marvel.