O drama biográfico Suprema (On the Basis of Sex), que conta a história de Ruth Bader Ginsburg, a segunda mulher que se tornou juíza da Suprema Corte Americana, teve uma boa estreia nos Estados Unidos.

A cinebiografia teve a melhor média das bilheterias norte-americanas. Com lançamento limitado, fez cerca de US$ 20 mil para cada sala de cinema que foi exibido. A arrecadação total foi de US$ 690 mil no período de três dias, e US$ 1,5 milhão desde quarta-feira.

Se levar em conta o período de cinco dias, a média do filme sobre para US$ 45 mil. No total, Suprema começou sendo exibido em 33 salas nos EUA.


Suprema | Executivos não queriam financiar o filme por personagem de Armie Hammer apoiar muito a esposa

A trama percorre a história da juíza antes de ela ser nomeada ao cargo, em 1993, pelo então presidente Bill Clinton. O filme também conta com Armie Hammer (Rede Social) como Marty, marido de Ruth.

Também estão no elenco Justin Theroux (The Leftlovers), Kathy Bates (Titanic), Sam Waterston (Grace and Frankie), Jack Reynor (Transformers) e Cailee Spaeny (Círculo de Fogo).

A direção fica por conta de Mimi Leder (A Corrente do Bem) e o roteiro é escrito por Daniel Stiepleman.

Suprema estreia nos cinemas brasileiros em 14 de março de 2019.