Alien | Documentário revela a origem hilária e inapropriada do Chestburster

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma das cenas mais icônicas do primeiro filme da franquia Alien é um “parto xenomorfo”, na qual um alienígena perfura o peito de um dos tripulantes da nave espacial. O documentário Memory: The Origins of Alien contas as origens e efeitos envolvidos na cena.

Alien: Covenant | Katherine Waterston quer retornar para continuação

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Aparentemente, o “personagem” foi criado com base em esboços que se pareciam muito com um pênis. Inclusive, as primeiras versões do monstrinho eram idênticas a órgãos sexuais masculinos, e a produção do filme precisou refazer o design várias vezes até que ele parecesse realmente ameaçador.

A cena traz John Hurt como Kane, um oficial azarado que acaba se tornando um hospedeiro para a criatura. Confira a cena abaixo!

Outros designs do alienígena foram comparados com “um pênis com dentes afiados”, “uma galinha gorda e depenada” e “um pequeno dinossauro”. O produto final foi baseado fortemente na pintura Three Studies for Figures at the Base of a Crucifixion, de Francis Bacon. Confira abaixo!

Para que o efeito da perfuração do peito fosse genuíno, a produção recheou a camisa de John Hurt com órgãos bovinos, o que permitiu que a cena mostrasse as estranhas de Kane sendo jorradas no chão. De acordo com Veronica Cartwright, a intérprete de Lambert, o cheiro era terrível e o sangue falso era realmente escorregadio.

Nos cinemas, o último lançamento da franquia foi com Alien Convenant, de 2017. O longa foi considerado um fracasso e por conta disso, não deve ganhar uma continuação.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio