Oscar 2019 | Academia responde mãe revoltada com indicação de curta sobre morte de seu filho

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após a polêmica envolvendo a indicação ao Oscar do curta-metragem Detainment, que relata o assassinato de James Bulguer, de 3 anos, por outros garotos de 10 anos em 1993, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas se pronunciou oficialmente.

“A Academia oferece suas profundas condolências para a Sra. Fergus e sua família. Nós estamos profundamente comovidos e tristes pela perda que ela enfrentou, e levamos suas preocupações muito a sério. Seguindo princípios fundacionais estabelecidos para manter a integridade dos prêmios, a Academia de forma alguma influencia no processo de votação”, escreveram representantes para a Entertainment Weekly.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Detainment foi votado por membros da Academia. Ao fazer suas escolhas, cada indivíduo aplica seu próprio julgamento em relação aos méritos criativos, artísticos e técnicos dos filmes. Nós compreendemos que isso não vai aliviar a dor experienciada pela família, porém, esperamos que isso esclareça o papel neutro da Academia no processo de votação”, conclui.

“Eu não consigo expressar como estou enojada e chateada por esse dito filme ter sido indicado ao Oscar. Uma coisa é fazer um filme como esse sem entrar em contato ou ter a permissão da família do James, mas outra é fazer com que crianças reencenem as horas finais do James antes que ele tenha sido brutalmente assassinado, fazendo com que eu e a minha família tenhamos de reviver isso tudo outra vez”, escreveu a mãe de James.

Oscar 2019 | Spike Lee comemora indicação após protesto por pouca representatividade

Muitas críticas em relação a Detainment são pelo fato do curta tentar “humanizar” os dois assassinos. O diretor Vincent Lambe desenvolveu o curta apenas a partir do depoimento dos dois culpados.

A 91ª edição do Oscar acontece no dia 24 de fevereiro. Após a desistência de Kevin Hart, a cerimônia não contará com um apresentador fixo pela primeira vez em 30 anos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio