Remakes e reboots geralmente têm avaliação pior que os filmes originais, afirma estudo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Rotten Tomatoes, plataforma especializada em agrupar críticas e avaliar filmes, realizou um estudo envolvendo remakes e reboots, que estão em alta atualmente. O site queria descobrir se as novas versões recebem melhores ou piores avaliações que os originais.

A plataforma analisou 400 novas versões de filmes originais, entre 1978 e 2018. O resultado é impressionante: apenas 10% dos remakes ou reboots têm melhores críticas que os longas em que foram baseados.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além disso, descobriu que os remakes têm uma taxa média de aprovação de 47%, enquanto os reboots ficam com 53%. Enquanto isso, obras originais estão bem acima, com 81%.

Dragon Ball Super: Broly | Filme recebe selo de aprovação “Certified Fresh” no Rotten Tomatoes

A maior diferença encontrada pelo Rotten Tomatoes, dentro dessa categoria, foi A Hora do Pesadelo. O original tem 94% de aprovação, enquanto o remake de 2010 tem apenas 15%.

Apenas 40 filmes conseguiram ser melhores que os originais. Entre eles estão Onze Homens e Um Segredo, Bravura Indômita e Mogli: O Menino Lobo.

Além disso, 2005 e 2006 foram os anos com mais reboots e remakes, em que cada período exibiu 20 filmes desse formato.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio