O Rotten Tomatoes, plataforma especializada em agrupar críticas e avaliar filmes, realizou um estudo envolvendo remakes e reboots, que estão em alta atualmente. O site queria descobrir se as novas versões recebem melhores ou piores avaliações que os originais.

A plataforma analisou 400 novas versões de filmes originais, entre 1978 e 2018. O resultado é impressionante: apenas 10% dos remakes ou reboots têm melhores críticas que os longas em que foram baseados.

Além disso, descobriu que os remakes têm uma taxa média de aprovação de 47%, enquanto os reboots ficam com 53%. Enquanto isso, obras originais estão bem acima, com 81%.


Dragon Ball Super: Broly | Filme recebe selo de aprovação “Certified Fresh” no Rotten Tomatoes

A maior diferença encontrada pelo Rotten Tomatoes, dentro dessa categoria, foi A Hora do Pesadelo. O original tem 94% de aprovação, enquanto o remake de 2010 tem apenas 15%.

Apenas 40 filmes conseguiram ser melhores que os originais. Entre eles estão Onze Homens e Um Segredo, Bravura Indômita e Mogli: O Menino Lobo.

Além disso, 2005 e 2006 foram os anos com mais reboots e remakes, em que cada período exibiu 20 filmes desse formato.