2019 deve ser um ano épico para a Disney. Além da conclusão da fusão com a Fox, que deve acontecer ainda nos próximos meses, o estúdio também espera alguns bons bilhões de seus serviços no cinema, televisão, streaming e até mesmo de parques temáticos e licenciamento.

De acordo com uma projeção do The Motley Fool, empresa de serviços financeiros multimídia que fornece assessoria financeira para investidores, a arrecadação da Disney em 2019 será para lá de monstruosa. E o otimismo é compreensível.

Das dez produções cinematográficas mais aguardadas de 2019, sete são de autoria da Disney (Vingadores: Ultimato, Capitã Marvel, Star Wars: Episódio IX, Toy Story 4, O Rei Leão, Aladdin e Dumbo). Alguns destes longas, aliás, são praticamente sucessos garantidos, podendo sozinhos arrecadar mais de US$ 1 bilhão em bilheteria.


Parque da Disney é obrigado a fechar os portões por superlotação

Quanto ao ramo de streaming, 2019 será marcado como um ano de novidades para a Disney. Com o lançamento do Disney +, trazendo séries originais de Star Wars (The Mandalorian) e Marvel (Loki), a companhia projeta conquistar a atenção de milhões de assinantes a partir das fortes bases de fãs de suas propriedades, entregando conteúdo de grande orçamento que a Netflix só foi capaz de produzir anos após ter sido criada.

Parques temáticos são outro ponto importante, dado o lucro que geram para a Disney. Em 2019 em particular, a Disney lançará uma nova atração baseada em Star Wars, além de inaugurar dois novos Resorts na Califórnia e na Flórida, tornando mais robusto um negócio que já é bastante consolidado.