A indicação de Yalitza Aparicio ao Oscar de Melhor Atriz, por Roma, está causando uma grave polêmica no México. Um grupo de atores e atrizes estão criticando a escolha da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas por dizer que a artista não tinha experiência antes do filme e que “não atuou”.

Grande parte das críticas surge porque antes de ser selecionada para Roma, a atriz era uma professora de pré-escola em uma pequena comunidade no México. Para esses profissionais, Yalitza Aparicio não tem uma vida diferente da sua personagem do longa. No entanto, os comentários começam a tomar proporções preocupantes.

A mais recente crítica foi um vídeo vazado do ator Sergio Goyri, em que o famoso reclama que o Oscar tenha “nomeado uma índia”. Além disso, a diretora María José Cuevas e a organizadora do Ariel (principal prêmio do cinema mexicano), Rossana Barro, denunciaram um grupo que queria boicotar a indicação de Yalitza Aparicio a honraria.


Roma | Netflix lança músicas de Beck e Billie Ellish para promover o filme indicado ao Oscar

“Soube que há um grupo de atrizes mexicanas que está se organizado para pedir à academia de cinema do México que Yalitza Aparicio não seja considerada para a categoria de melhor atriz. É a coisa mais medíocre, patética e vil que já escutei. Não direi mais nada”, declarou a organizadora, ainda no dia 11 de fevereiro.

Para o astro mexicano Diego Luna, que saiu em defesa da atriz, está claro que as críticas vem de um preconceito que existe no México. Um outro exemplo são críticas como a da atriz Laura Zapata, que declarou em entrevista à TV Azteca que Yalitza Aparicio teve “sorte das feias”, debochando a aparência física da atriz.

Mesmo com os ataques, muitos mexicanos e muitos profissionais do cinema defendem a atriz. Uma prova da grandeza da atuação de Yalitza Aparicio é que ela é a primeira mexicana desde 2003 a concorrer ao Oscar. Naquele ano, Selma Hayek foi indicada por Frida.

Além disso, sobre as críticas, a atriz prefere não comentar.

“Comentar sobre esses comentários é dar a eles maior importância. Respeito a opinião de cada um. Eu sempre me alegro com a vitória dos outros, não costumo criticar. Mas todas as opiniões são bem-vindas”, afirmou Yalitza Aparicio em recente entrevista na TV mexicana.

Golden Reel Awards | Bohemian Rhapsody, Roma e mais levam prêmio de edição de som

Roma é a primeira produção original da Netflix a ser indicada ao Oscar de Melhor Filme. Além dessa indicação, o filme concorre em mais 9 categorias, empatando com A Favorita como o longa com mais indicações do ano.

Ambientada no México, Roma gira em torno de uma jovem trabalhadora doméstica, Cleo (Yalitza Aparicio), que trabalha para uma família de classe média. Cercada pelos seus colegas de trabalho, família e filhos, Cleo luta para encontrar a felicidade em um ambiente de amor e solidariedade dentro de sua comunidade, tudo enquanto enfrenta os problemas da hierarquia social e os preconceitos sofridos pela sua classe.

Roma é o primeiro longa de Alfonso Cuarón desde que ganhou o Oscar de Melhor Diretor por Gravidade. O mexicano também assina o roteiro, a direção de fotografia e divide o crédito de montagem.

Roma já está disponível na Netflix.