Brasil ainda trava fusão entre Disney e Fox

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A fusão entre Disney e Fox ainda não foi anunciada e um dos países que ainda trava o negócio é o Brasil. O motivo, que passa pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), é que a fusão cria no país um duopólio de canais esportivos.

Se a fusão fosse aprovada, Fox Sports e ESPN passariam a pertencer ao mesmo grupo. No final de janeiro, a revista Veja informou que o Cade pediu para que a Disney e Fox vendessem um dos grupos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Agora, a Bloomberg atualizou a situação. O CEO da Disney, Bob Iger, chegou até a vir para o Brasil para tentar avançar com o acordo. No entanto, o Cade informou ainda não ter chegado a uma decisão.

Fusão entre Disney e Fox deve resultar na perda de 4.000 empregos

A revista ainda informa que o órgão tem uma reunião no dia 27 de fevereiro sobre o assunto. O calendário é apertado, ainda mais que o dia 17 de março foi colocado como a data limite para resolver a situação.

A Bloomberg também afirma que o atraso na fusão é por conta, principalmente, do Brasil. Era esperado que a Disney concluísse a aquisição ainda em janeiro, e agora a data prevista é para junho.

É esperado também que a Disney venda ESPN ou Fox Sports para conseguir finalmente fechar o acordo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio