Leaving Neverland | Diretor de documentário acusa família de Michael Jackson de saber sobre supostos abusos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O documentário Leaving Neverland, que está prestes a ser exibido na HBO, deve gerar ainda mais discussões. O filme traz depoimentos de Wade Robson e James Safechuck, dois homens que garantem terem sido vítimas de Michael Jackson quando ainda eram crianças.

Enquanto a família do falecido músico defende o astro, lembrando que a justiça o inocentou, a produção do documentário segue atacando Michael Jackson. Agora, foi a vez do diretor Dan Reed.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“A família insiste que o Michael é inocente e ataca esses homens que se dizem vítimas, o que acho surpreendente. É preciso perguntar: a família fazia vista grossa porque havia muito dinheiro entrando?”, disparou o diretor ao The Sun.

O cineasta ainda afirma que os familiares do músico sabiam de tudo que estaria acontecendo.

Leaving Neverland | Espólio de Michael Jackson processa HBO pelo documentário

“Não tenho muitas dúvidas que a família soubesse que esses meninos estavam passando a noite com o Michael, o que eles achavam que estava acontecendo?”, questionou Dan Reed.

A sinopse do documentário diz: “No auge de seu estrelato, Michael Jackson começou relacionamentos duradouros com dois garotos de 7 e 10 anos e suas famílias. Agora com 30 anos, eles contam a história de como foram abusados ​​sexualmente por Jackson e como chegaram a um acordo para ficarem calados anos depois.”

Ações judiciais movidas por Robson e Safechuck contra Jackson foram rejeitadas por um juiz em Los Angeles em 2017.

Leaving Neverland será exibido em duas partes na HBO, nos dias 3 e 4 de março.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio