Suposta vítima de Michael Jackson afirma que ganhava joias como recompensa pelos abusos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com a estreia do documentário Leaving Neverland na HBO, o assunto sobre as acusações de assédio sexual contra o cantor Michael Jackson voltaram a entrar em evidência.

Em entrevista para o The Telegraph, James Safechuck, uma das supostas vítimas de assédio do falecido cantor, disse que Jackson o presenteava com joias como “recompensa” pelos abusos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Isso acontecia todos os dias. Parece algo doentio, mas é como quando você está namorando alguém pela primeira vez – você faz muito isso”, afirmou Safechuck.

Durante a conversa, Safechuck exibiu uma coleção de joias que diz ter ganho de Michael. Entre os itens está um pequeno anel de ouro que ele diz que foi usado em uma cerimônia de casamento fictícia em que ele e o músico trocaram votos.

“Os atos sexuais são chocantes para muitas pessoas, mas eu vivia em meio a tudo isso. Eles são parte da minha vida”, afirmou Safechuck, revelando ainda que por algum tempo se sentiu culpado. “O ódio contra você mesmo é intenso. Mas você não sabe porque se odeia. Percebo agora que ao invés de odiar o Michael, eu me odiava”, diz Safechuck.

Leaving Neverland | Wade Robson, suposta vítima do cantor, afirma: “Existem outros garotos”

O documentário conta a seguinte história: “No auge de seu estrelato, Michael Jackson começou relacionamentos duradouros com dois garotos de 7 e 10 anos e suas famílias. Agora com 30 anos, eles contam a história de como foram abusados ​​sexualmente por Jackson e como chegaram a um acordo para ficarem calados anos depois.”

Ações judiciais movidas por Wade Robson e Safechuck contra Jackson foram rejeitadas por um juiz em Los Angeles em 2017.

Leaving Neverland será exibido em duas partes na HBO, nos dias 3 e 4 de março.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio