Deixando Neverland | Diretor quer sequência com mais acusadores

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O diretor Dan Reed, que fez o documentário Deixando Neverland (Leaving Neverland, no original) , que conta as histórias de dois homens que alegam terem sido abusados sexualmente por Michael Jackson quando ainda eram crianças, quer uma sequência. A ideia do cineasta é ter mais acusadores.

Após a exibição do documentário na HBO norte-americana, o diretor conversou com o Mirror. Reed está interessado em contar os casos de Jordan Chandler e Gavin Arvizo, que também relataram comportamento inapropriado do falecido cantor.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“O que seria interessante seria o caso civil de Jordan Chandler e o julgamento. Seria dois filmes que gostaria de fazer. Mas, Jordan e Gavin teriam que vir na frente”, comentou o cineasta.

Leaving Neverland | Fãs protestam em sede do canal que exibirá documentário no Reino Unido

O documentário conta a seguinte história: “No auge de seu estrelato, Michael Jackson começou relacionamentos duradouros com dois garotos de 7 e 10 anos e suas famílias. Agora com 30 anos, eles contam a história de como foram abusados ​​sexualmente por Jackson e como chegaram a um acordo para ficarem calados anos depois.”

Ações judiciais movidas por Robson e Safechuck contra Jackson foram rejeitadas por um juiz em Los Angeles em 2017.

Deixando Neverland será exibido no Brasil em duas partes na HBO, nos dias 16 e 17 de março.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio