The Dirt: Confissões do Motley Crüe | Netflix é processada por membro da produção

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

The Dirt – Confissões de Motley Crüe está sendo alvo de processo contra a Netflix. Um membro da equipe de produção alega ter sofrido queimaduras severas e ter perdido um pé durante as gravações.

O The New Orleans Advocate publica que Louis DiVincenti também abriu o processo contra o Motley Crüe. O profissional afirma que estava montando tubos de metal para uma tela verde quando alguém a conectou na energia.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O homem foi eletrocutado, ficando com queimaduras e tendo o pé direito amputado. Na época, os médicos deram apenas 2% de chance de sobrevivência de DiVincenti. O profissional ficou sete semanas em tratamento depois do acidente de trabalho.

O homem está cobrando no processo a quantia de US$ 1,8 milhão por indenização e despesas médicas. A ação foi movida ainda no dia 1 de março e aceita pela juíza Rachael Johnson.

The Dirt: Confissões do Motley Crüe | “Uma montanha-russa de diversão”, garante ator do filme

Surfando no lançamento de filmes como Bohemian Rhapsody e The Rocketman, o filme mostra a origem da banda Motley Crüe, o relacionamento do vocalista Vince Neil com Sharise, sua ex-esposa, e as controvérsias de Tommy, incluindo seu casamento com a atriz Heather Locklear e seu envolvimento com Pamela Anderson e Bobbie Brown.

No filme, Douglas Booth interpreta o baixista Nikki Six, enquanto Iwan Rheon, Machine Gun Kelly e Daniel Webber interpretam Mick Mars, Tommy Lee e Vince Neil.

The Dirt: Confissões do Motley Crüe conta com catorze músicas clássicas da banda, incluindo Girls Girls Girls e Home Sweet Home, além de quatro músicas inéditas feitas especialmente para o longa-metragem.

O filme está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio