Um homem de 40 anos, do estado americano de Indiana, está processando seus pais após a destruição de sua estimada coleção de filmes pornográficos.

O autor da ação residiu na casa dos pais por alguns meses após se divorciar. Depois que o filho já havia deixado a casa, seus pais encontraram uma coleção de filmes pornográficos raros.

Faziam parte da coleção filmes vintage e insubstituíveis, como uma edição de 1976 da adaptação pornográfica de Alice no País das Maravilhas.


Segundo o litigante, todos os filmes perdidos podem ser avaliados em cerca de 30 mil dólares.

O pai do queixoso admitiu ter destruído a coleção de pornografia. Para ele, foi a mesma coisa de destruir um cachimbo de crack usado por um viciado.

O processo ainda não foi resolvido, e está correndo nos tribunais de Indiana.