Christopher Nolan mentiu para Warner Bros. para ter liberdade criativa com Batman

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Christopher Nolan é um cineasta bastante autoral, então faz de tudo para ter mais liberdade criativa: inclusive mentir para o estúdio que o está bancando!

Em entrevista com o Hollywood Reporter, Nolan explicou que sempre teve a intenção de gastar bastante tempo com Bruce Wayne antes de ele se transformar no Batman em Batman Begins, já que queria desenvolver bastante o caráter do personagem e seu treinamento para se tornar o Cavaleiro das Trevas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quem não gostou desta decisão foram os executivos da Warner Bros., que opinavam que Batman demorava muito para aparecer no longa-metragem.

Foi então que Nolan usou Superman: O Filme, de Richard Donner, como exemplo para o que queria fazer, explicando que o Superman também não aparecia durante todo o primeiro ato do clássico. Mas acontece que isto não é verdade.

“Eu disse: ‘Veja bem, Christopher Reeve não vestiu o traje do Superman até os 53 minutos.’ Mas esta estatística não é verdadeira, a propósito. Na verdade ele veste o traje um pouco antes”, disse o diretor, rindo.

Batman Begins acabou sendo muito bem recebido, dando início para uma aclamada trilogia e uma parceria de sucesso entre Christopher Nolan e a Warner Bros.

O elenco do novo filme de Nolan, ainda sem título, conta com John David Washington (Infiltrado na Klan), Robert Pattinson (Bom Comportamento) e Elizabeth Debicki (O Grande Gatsby).

Christopher Nolan é conhecido por A Origem, O Grande Truque, Interestelar, Amnésia, Insônia e, talvez o trabalho mais famoso, a trilogia Batman: O Cavaleiro das Trevas. Em 2017, ele lançou seu épico de guerra, Dunkirk.

O longa ainda não teve detalhes de sua trama revelados, mas chega aos cinemas americanos em 18 de julho de 2020.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio