Livros de Harry Potter estão sendo queimados por padres poloneses

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Harry Potter é uma das sagas mais amadas do mundo, mas nem todos são fãs do Mundo Mágico, incluindo um grupo de padres católicos na Polônia, que estão queimando os livros.

De acordo com a People, os padres de uma paróquia católica em Koszalin, na Polônia, queimaram uma série de livros (incluindo a saga Harry Potter) e outros itens porque acreditam que estão associados ao oculto e, portanto, são maus.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A organização SMS z Nieba (SMS do Céu) postou fotos no domingo (31) tiradas de um livro que queimava na paróquia da Igreja de Gdansk, na Igreja da Mãe.

Os livros e outros itens haviam sido trazidos pelos paroquianos, a pedido dos padres, para limpar suas casas de “objetos malignos”.

O grupo usou várias passagens bíblicas enquanto queimavam os livros, incluindo uma de Atos onde se lê: “Muitos também dos que tinham praticado artes mágicas ajuntaram os seus livros e os queimaram na presença de todos; e, calculando o valor deles, acharam que montava a cinquenta mil moedas de prata.”

Infelizmente, esta não é a primeira vez que livros de Harry Potter são queimados por motivos políticos ou religiosos.

Em 2001, quando Harry Potter e a Pedra Filosofal chegou aos cinemas, grupos religiosos organizaram queimadas em massa de livros de Harry Potter em protesto, pois consideram os romances de J.K. Rowling satânicos.

Os livros também foram queimados por pessoas que não são necessariamente motivadas por questões religiosas, mas por simplesmente não concordarem com as declarações políticas de Rowling: depois que a escritora criticou o presidente Donald Trump no Twitter em janeiro de 2017, alguns fãs disseram que haviam queimado seus livros em protesto.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio