O primeiro Alien, de 1979, será sempre lembrado como um clássico. Entre as cenas, está uma em que a criatura explode o peito de John Hurt. 

O momento é icônico para os fãs da franquia. Mas, a cena quase se tornou um grande problema. 

Para o The Hollywood Reporter, o co-criador Ridley Scott contou que um erro técnico quase arruinou tudo. No final das contas, não foi nada fácil reproduzir o efeito da explosão do peito. 


“Eu sabia que uma vez que o efeito da explosão do peito acontecesse, todo o set seria comprometido e poderia levar duas semanas para limpar tudo. Então, não teria uma segunda tomada. Posicionei tudo que deveria acontecer, onde o alien iria sair. E o pobre John Hurt estava preso a uma mesa com um peito de mentira. Nós começamos e, honestamente, tive que cruzar meus dedos”, relembrou Scott. 

Quando o alien estava prestes a sair, o diretor notou que a camisa de John Hurt estava prendendo a explosão. 

“Tudo estava lá, aquele choque que ficava indo e voltando, então gritei, ‘Corta, corta, corta!’. Todos estavam rindo, mas estavam nervosos porque ninguém tinha visto. Eu voltei e disse, ‘esvaziem o set’. Eu subi em cima de John Hurt – pobre sujeito preso lá – e cortei a camisa, para que o alien pudesse sair. Fizemos de novo. Foi perfeito”, contou o diretor do filme. 

Reveja a cena abaixo. 

Alien trouxe Sigourney Weaver como protagonista. A história se passa em uma nave que está voltando para Terra, mas recebe um estranho sinal de um asteroide. Tudo fica aterrorizante quando um tripulante é atacado por um ser misterioso, o alien