O processo que envolve a franquia de Sexta-Feira 13 segue atrapalhando o desenvolvimento de um novo filme. A informação é do advogado do mundo do entretenimento Larry Zerner.

No Twitter, o profissional escreveu que o diretor Sean S. Cunningham entrou com um recurso após a primeira decisão da justiça norte-americana. Inicialmente, os direitos de diversos elementos da franquia foram dados para o roteirista Victor Miller.

O advogado ainda informou que o caso não deve ser tão resolvido tão cedo. Com isso, um novo filme de Sexta-Feira 13 não deve sair do papel.


O que acontece é que Sean S. Cunningham alega ter contratado Victor Miller para escrever um filme chamado Sexta-Feira 13, em 1980. O roteirista criou todo o universo, mas não criou Jason Voorhees, que só aparece no segundo filme da franquia, o qual não foi escrito por Miller.

Com isso, os direitos da imagem do assassino estão com a Paramount. Mas, todo o restante do universo que compõe a mitologia de Sexta-Feira 13 está, por enquanto, com Miller.

Não há previsão para resolução do caso, e assim para um novo filme da franquia.