Os filmes de heróis tendem a ganhar classificação para maiores de 13 anos por conta do público. Mas, X-Men: Fênix Negra quase tomou um caminho percorrido por poucos.

A Fox quase produziu o longa para ter uma classificação para maiores. O estúdio já fez isso com Logan, Deadpool e Deadpool 2. Os três longas foram sucessos.

O produtor Hutch Parker disse ao ComicBook que a ideia foi primeiro criar a história. Apenas depois o estúdio passou a se preocupar com a classificação.


“Não foi algo que escondemos. Nós tentamos, como Logan, deixar a história ditar a classificação. Então, para realmente decidirmos que história iríamos contar, como contaríamos melhor e qual seria a classificação necessária? Nesse caso, é mais sobre emoção do que sobre a violência e você sabe, sexo e outras coisas que puxam para a classificação adulta. Então, ficou confortável. Eu digo, é ainda uma história sombria, mas ficou confortável com essa classificação”, explicou o produtor.

X-Men: Fênix Negra gira em torno de um dos personagens mais amados dos X-Men, Jean Grey, enquanto ela evolui para a icônica Fênix Negra. Durante uma missão de resgate no espaço com risco de vida, Jean é atingida por uma força cósmica que a transforma em um dos mais poderosos mutantes. Lutando com esse poder cada vez mais instável, e também com seus próprios demônios, Jean fica fora de controle, dividindo a família X-Men e ameaçando destruir a própria estrutura do nosso planeta.

O elenco de X-Men: Fênix Negra conta com os retornos de Sophie Turner, James McAvoy, Michael Fassbender, Jennifer Lawrence, Nicholas Hoult, Alexandra Shipp, Tye Sheridan, Evan Peters e Kodi Smit-McPhee. Jessica Chastain vive a vilã do filme.

X-Men: Fênix Negra estreia nos cinemas em 6 de junho.