Hulk está “permanentemente danificado” após Vingadores: Ultimato

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Cuidado! Spoilers de Vingadores: Ultimato a seguir!

O dano que Hulk (Mark Ruffalo) sofreu no final de Vingadores: Ultimato é “definitivo”, confirmaram os diretores do filme.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Vingadores: Ultimato, ao usar a manopla construída por Tony Stark, Hulk faz um novo estalo para reverter as ações de Thanos. Pela quantidade de poder manipulada nas Joias do Infinito, ele acaboy ficando ferido.

“Ele perdeu um braço… isso não tem volta”, explicou Joe Russo ao ComicBook. “Ele se danificou. É um dano permanente, do mesmo jeito que vimos com Thanos. É irreversível”, acrescentou.

“Como podem perceber, o braço dele está mais magro, escureceu. Então ele perdeu muita força ali”, esclareceu o diretor.

A origem do Professor Hulk

Muitos personagens aparecem bem diferentes em Vingadores: Ultimato, mas a mudança mais significativa de longe é a de Bruce Banner e Hulk. Depois de muito conflito, Bruce Banner descobre uma maneira de unir sua mente com a de seu alter ego dentro do mesmo corpo, criando uma versão inteligente do Hulk, o Professor Hulk.

Em uma entrevista ao ComicBook, Joe Russo explicou a decisão de incluir o Professor Hulk na trama:

“Nos sentamos em uma sala e pensamos, ‘Vamos saltar um ano no tempo. Que tal dois?. Não, quatro! Cinco! Vamos garantir que muito tempo passe e que os personagens mudem ao longo do tempo’. São cinco anos depois, famílias começaram, como é o caso de Tony Stark. Essa passagem de tempo foi o jeito que arrumamos para fazer com que Banner percebesse que a luta dele com Hulk pelo mesmo corpo não valia a pena e que era melhor unir os dois de uma vez”, disse o cineasta.

Cena deletada de Hulk

Em entrevista ao Los Angeles Times, os roteiristas de Vingadores: Ultimato, Stephen McFeely e Christopher Markus, revelaram que o longa-metragem teria explorado um pouco mais o lado heroico de Hulk.

Como se sabe, na trama, Bruce Banner e Hulk se fundiram, o que resultou no Professor Hulk, uma mistura de inteligência com músculos. Havia uma cena que mostrava que, mesmo após a fusão, Professor Hulk continuou atuando como super-herói e ajudando pessoas, mas o momento acabou sendo descartado do roteiro.

“Tínhamos uma cena mostrando mais explicitamente o que Hulk estava fazendo em termos de ser um super-herói, ao invés de apenas ficar explicando as coisas. Mas não parecia que tinha muito conteúdo nela”, disse Markus.

“Leva uma eternidade para decidir estas coisas. Mas se a cena não serve para mais de uma coisa, provavelmente deve ser descartada”, acrescentou McFeely.

Com 3 horas e 1 minuto de duração, Vingadores: Ultimato é o filme mais longo da história da Marvel Studios.

Vingadores: Ultimato está em exibição nos cinemas brasileiros.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio