Star Wars: A Ascensão Skywalker encerrará de vez a saga de nove filmes da franquia. Mas, não é por isso que J.J. Abrams decidiu ser devoto ao passado da história.

Em entrevista para Vanity Fair, o diretor contou que decidiu seguir o que achava melhor para história. O cineasta não sente que ainda tem algum tipo de obrigação com o passado da franquia.

“Trabalhando no nove, eu tive uma abordagem um tanto diferente – o que é dizer que no sete eu sentia que tinha obrigações com o passado da franquia de uma forma interessante – Eu estava fazendo o que eu achava que Star Wars deveria ser. Dessa vez, isso foi um tanto renegado; foi algo mais como, sabe, que se ferre, eu vou fazer o que eu acho certo porque parece certo, não porque está preso a algo”, declarou J.J. Abrams.


Star Wars: A Ascensão Skywalker traz veteranos da franquia como Carrie Fisher (através de imagens de arquivo), Mark Hamill, Billy Dee Williams e Anthony Daniels.

Eles se juntam ao elenco formado por Daisy Ridley, John Boyega, Oscar Isaac, Adam Driver, Kelly Marie Tran, Naomie Ackie, Dominic Monaghan, Keri Russell e Joonas Suotamo.

J.J. Abrams (Star Wars: O Despertar da Força) retorna para a cadeira de direção. Ele também assina o roteiro, ao lado de Chris Terrio (Liga da Justiça).

Star Wars: A Ascensão Skywalker estreia nos cinemas brasileiros em 19 de dezembro.