Naomi Scott retrata a Princesa Jasmine em Aladdin, mas sua interpretação não será apenas o que os fãs esperam com base na animação original.

Scott contou à W Magazine que sua intenção era dar uma nova personalidade à Jasmine, fazendo com que parecesse mais moderna para o público de hoje em dia.

“A Disney e Guy Ritchie tinham a mesma mentalidade em termos do que queriam para a personagem, o que realmente me empolgou e me fez acreditar que podia conseguir o papel”, disse.


Jasmine expressa um pouco de sua nova personalidade em uma das novas canções de Aladdin, intitulada “Speechless”, segundo Scott.

“É basicamente uma declaração de que ela não quer ser silenciada, o que é uma mensagem muito importante. Ela quer ser catalisadora – se todos podem falar, então ela também pode.”

Sob direção de Guy Ritchie (Sherlock Holmes), o filme recontará a história do pobre garoto Aladdin (Mena Massoud) que tem apenas como sua família o macaquinho Abu. Depois de conhecer e se apaixonar pela princesa Jasmine (Naomi Scott), Aladdin encontra um lâmpada mágica, lar de Gênio (Will Smith), que o ajuda a conquistar o coração da amada.

Alan Menken assina a trilha sonora de Aladdin – ela já é velho de casa na Disney, tendo trabalhado em animações como Pocahontas, A Pequena Sereia, A Bela e a Fera, e também no clássico Aladdin. Já Benj Pasek e Justin Paul contam em seu currículo com La La Land: Cantando Estações.

Aladdin estreia nos cinemas brasileiros em 23 de maio.