Em entrevista com o Hollywood Reporter, o co-roteirista de Vingadores: Ultimato, Stephen McFeely, explicou a decisão de matar Thanos logo no começo do longa.

“Lembre-se, Thanos é onipotente. Ele é onisciente. Ele é ridiculamente poderoso. Pensamos por três semanas como Ultimato seria com Thanos com tanto poder. Em um ponto, a nossa produtora Trinh Tran, em frustração, disse: ‘Deus, queria que pudéssemos simplesmente matá-lo.’ Acabamos achando interessante.”

McFeely adicionou: “Thanos deixou todos em paz porque fez o que queria fazer. Foi importante para ele. Analisamos essa questão por muito tempo. Queria que tivéssemos pensado nisso mais cedo, porque é muito coerente com o personagem.”


O elenco confirmado de Vingadores: Ultimato inclui Robert Downey Jr, Chris Evans, Chris Hemsworth, Scarlett Johansson, Jeremy Renner, Mark Ruffalo, Paul Rudd, Don Cheadle, Bradley Cooper, Brie Larson, Karen Gillan, Josh Brolin, Gwyneth Paltrow, Jon Favreau e Tessa Thompson.

Anthony e Joe Russo (Vingadores: Guerra Infinita) retornam para a direção.

Vingadores: Ultimato está em exibição nos cinemas.