Justice Smith, astro de Pokémon: Detetive Pikachu, vai promover o filme no programa The Noite, comandado por Danilo Gentilli, desta terça-feira (7).

Durante o papo com Gentilli, o ator falou sobre seu personagem e os desafios que enfrentou por contracenar com computação gráfica: “Foi difícil de fazer, porque era eu falando com nada. Um cara de roupa verde com uma bolinha de tênis correndo atrás de mim”.

Sobre ser o único que entende o que Pikachu fala durante o filme, Smith brincou: “Sou o Eddie Murphy (Dr. Dolittle) dos Pokémon”.


Segundo Justice Smith, Pokémon: Detetive Pikachu “se baseia em um jogo, vem parte do desenho original, mas é meio que uma história independente”. Questionado sobre ter o ator Ryan Reynolds como a voz de Pikachu, diz: “Ele improvisou muito, é muito engraçado”.

O The Noite com Danilo Gentili vai ao ar de segunda a sexta-feira no SBT, a partir das 0:30h.

Live-action da franquia das famosas criaturas chamadas Pokémon, o filme acompanha um falante Pikachu (interpretado e dublado por Ryan Reynolds), que ama café e solucionar problemas. Alex Hirsch roteiriza o filme, com Rob Letterman (Monstros vs. Aliens) na direção.

O elenco também conta com Justice Smith (Jurassic World: Reino Ameaçado), Ken Watanabe, Kathryn Newton, o DJ norte-americano Diplo e a cantora britânica Rita Ora.

Pokémon: Detetive Pikachu estreia nos cinemas brasileiros em 9 de maio.

Franquia pode ganhar derivados sem Pikachu

Pokémon: Detetive Pikachu pode marcar o início de uma franquia do anime em live-action. Porém, Ryan Reynolds acredita que esse universo não precisa ser necessariamente preso ao Pikachu.

Em entrevista ao ComicBook, o dublador de Pikachu afirma que derivados podem ser produzidos sem o seu personagem.

“Eu acho que você deve ter tempos profundos. Que você deve fazer zigue, quando todos acham que você fará zague. Deve começar com uma história, mas fazer ela diferente e divertida. Estou surpreso que o filme não foi desenvolvido antes porque é um grande universo e eu posso ver ele indo em diferentes direções, até mesmo sem o Pikachu. Tem muitas”, declara o astro.