Cuidado! Pode conter SPOILERS de Vingadores: Ultimato!

Em Vingadores: Ultimato, o Hulk volta bem diferente. Após um salto de cinco anos no tempo, o personagem retorna como o Smart Hulk, ou Hulk Inteligente. A figura é a mistura do cérebro de Bruce Banner com a força do gigante.

Para ter o personagem, que aparece em grande parte do filme, a Marvel precisou de uma nova tecnologia. O fato foi revelado por Russell Earl e Bruce Holcomb, funcionários da ILM – empresa que trabalhou nos efeitos especiais de Vingadores: Ultimato.


Ao ComicBook, a dupla contou que não foi fácil ter o Hulk Inteligente. Na edição, o personagem precisava estar refletindo o tempo todo na atuação de Mark Ruffalo, intérprete de Bruce Banner e do gigante.

“Uma das coisas que sabíamos que precisávamos desde o início era um sistema que dá para animação o controle sobre a performance. Há o aspecto de solucionar o problema, então você pega a performance e reposiciona o modelo do Hulk Inteligente e nesse ponto, você está dentro da animação onde você tem controles para ajudar na atuação. Então, reescrevemos esses três passos ou usamos novas ferramentas para eles”, destacou Earl.

Assim, a dupla trabalhou na criação da nova tecnologia. O principal objetivo era deixar a aparência do Hulk Inteligente fiel a de Mark Ruffalo, para que a atuação pudesse ser ainda mais visível.

“Tudo isso ajudou a trazer a performance para vida, para ficarmos verdadeiros ao modelo, à atuação de Ruffalo”, disse Earl, que ainda observou: “Mas, ao mesmo tempo, se você reposiciona a atuação dentro do Hulk Inteligente, pode não parecer certo às vezes. O sorriso pode ficar muito grande ou parecer bobo, então Ruffalo deu uma performance única. Nós capturamos isso, mas ao mesmo tempo também podemos alterar e controlar com a animação”.

Com o Hulk Inteligente, Vingadores: Ultimato segue em exibição nos cinemas.