Vingadores: Ultimato comemora o universo da Marvel nos cinemas, com uma história que levou 11 anos para ser contada. Porém, ainda há pessoas que usam o filme para propagar o ódio.

Conforme revelou o portal NPR, há uma edição do filme circulando na internet que ataca as personagens e diminui o papel do Pantera Negra. O principal alvo entre as heroínas é a Capitã Marvel, praticamente cortada dessa versão, que vem chamada de “sem mulheres”.

A descrição aponta que o hater chega até a tirar a cena inicial de Vingadores: Ultimato, onde o Gavião Arqueiro está ensinando a sua filha a usar arco e flecha. Além disso, a épica cena da A-Force também é retirada.


Os cortes são inúmeros, tanto que “o filme fica incompreensível”, segundo a descrição do site. Fãs acreditam que a versão foi feita pelos mesmos trolls que atacaram o filme do Pantera Negra e da Capitã Marvel.

Vale lembrar que na época de lançamento dos longas, grupos de haters se uniram para detonar as avaliações dos filmes em plataformas de críticas. O caso fez com que sites modificassem a sua política de uso, para evitar esse tipo de ação e a criação de análises falsas de longas.

A Marvel ainda não se pronunciou sobre a polêmica versão que está circulando na internet.

Vingadores: Ultimato segue em exibição nos cinemas.