Com a estreia de MIB: Homens de Preto – Internacional, o roteirista Ed Solomon, que trabalhou no primeiro filme de 1997, trouxe uma provocação à Sony.

Em seu Twitter, Solomon disse que recebeu sua declaração de lucro em relação à franquia, e o estúdio afirma que a franquia ainda está no vermelho. Algo que definitivamente não faz sentido considerando que o filme de Barry Sonnenfeld rendeu US$600 milhões em 1997, partindo de um orçamento de 1997.

“Em honra do lançamento de MIB: Internacional (eu acho), acabei de receber minha nova declaração de lucro de Homens de Preto… que AINDA está no vermelho. O fato de eles terem feito um QUARTO FILME confirma, como eu sempre disse, que os grandes estúdios só ligam pra arte mesmo”, disse Solomon com muita ironia.


F. Gary Gray (Velozes e Furiosos 8) dirige o derivado, a partir de roteiro de Matt Holloway e Art Marcum (Homem de Ferro). O espírito do projeto é comparado com Jurassic World pelo estúdio, juntando novos personagens em um universo familiar.

Chris Hemsworth e Tessa Thompson retornam a parceira de Thor: Ragnarok como os protagonistas do filme. Liam Neeson (Star Wars) e Emma Thompson (A Bela e a Fera) também participam do novo filme.

MIB: Homens de Preto – Internacional está em exibição nos cinemas.