CONTÉM SPOILERS!

Homem-Aranha: Longe de Casa trouxe um novo furo de roteiro para Vingadores: Ultimato.

Em Homem-Aranha: Longe de Casa, Peter Parker (Tom Holland) herda um par de óculos do falecido mentor Tony Stark (Robert Downey Jr).


Os óculos abrigam um novo “sistema de inteligência”, EDITH, que concede ao usuário acesso à tecnologia de vigilância invasora de privacidade, bem como uma frota de drones assassinos controlados por satélite capazes de exterminar um alvo dentro minutos.

Embora os óculos sejam o mesmo par usado por Tony em Vingadores: Guerra Infinita, pode-se presumir que o sistema de drones não foi criado quando Fauce de Ébano (Tom Vaughan-Lawlor) e Cull Obsidian (Michael James Shaw) invadiram Nova York para recuperar a Joia do Tempo do Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch).

Já que Stark tinha uma tendência a criar novas tecnologias em reação a encontros passados, também pode ser assumido que EDITH foi criado em resposta aos eventos devastadores de Guerra Infinita, seja depois de batalhas com a Ordem Negra e Thanos (Josh Brolin) ou depois que metade da população do universo foi apagada.

Já que Stark morre na batalha final contra Thanos, seu sistema EDITH já devia ter sido criado no momento do ataque à sede dos Vingadores. Então… por que não o usou? A batalha já era uma situação muito desafiadora, então é claro que EDITH e os drones teriam sido muito úteis durante Vingadores: Ultimato.

Tal discrepância pode ser atribuída a equipes separadas fazendo filmes separados, mesmo que Homem-Aranha: Longe de Casa aja em parte como um epílogo de Vingadores: Ultimato.

Homem-Aranha: Longe de Casa está em cartaz.