O novo filme da Netflix estrelado por Adam Sandler, Mistério no Mediterrâneo, trouxe muita audiência para a plataforma de streaming, mas está sendo criticada pela forma como retrata a região da Costa Del Sol, mais especificamente a cidade Málaga, no Sul da Espanha.

No filme, os personagens de Adam Sandler e Jennifer Aniston chegam em Málaga e são recebidos no terrível ônibus turístico por uma mulher dançando flamenco com um leque e um cigano tocando violão.

O ônibus turístico também traz o nome González escrito errado. Naturalmente, nenhuma das cenas foi filmada em Málaga.


Como alguém que já esteve na cidade, realmente não há a menor semelhança com o que vemos no filme – os ônibus turísticos são extremamente bem cuidados e a cidade em si é linda. Essa visão é o equivalente de mostrar o Brasil como uma floresta com macacos andando pelas ruas.

“Estamos mais surpresos do que indignados. É uma ideia muito antiga de como é a vida aqui, com o cigano no aeroporto e tudo. Málaga tem 37 museus e se tornou um importante destino de turismo cultural. A imagem é muito retrógrada. Talvez eles nunca tenham estado aqui, ou simplesmente preferem brincar com clichês”, disse Fátima Oliva, porta-voz de turismo na cidade.

Em todo caso, Mistério no Mediterrâneo e sua visão estereotipada de Málaga está disponível na Netflix.