Um outdoor de Era Uma Vez em Hollywood, colocado em Los Angeles, foi vandalizado. Nele, os rostos dos protagonistas Leonardo DiCaprio e Brad Pitt foram trocados pelos de Roman Polanski e Jeffrey Epstein. Veja abaixo.

Além disso, Hollywood ganhou o nome de Pedowood, em referência às acusações de pedofilia feitas contra Polanski, diretor de Hollywood, e Epstein, conhecido produtor. O homem responsável pelo ato se identifica como um artista de rua chamado Sabo.

Essa não é a primeira vez que o homem ataca a divulgação do filme de Quentin Tarantino. Antes, cartazes em bancos sofreram as mesmas alterações. Nesses, o diretor Woody Allen, também acusado de pedofilia, teve seu rosto colado.


Allen é acusado de ter molestado a filha adotiva Dylan Farrow, quando ela tinha 7 anos. Epstein está preso por tráfico sexual de menores e Polanski foi acusado de ter abusado de uma menina de 13 anos em 1977. O diretor teria feito um acordo com a vítima.

Era Uma Vez em Hollywood é atacado porque faz uma espécie de homenagem para indústria do cinema. Além disso, tem relação direta com Polanski, uma vez que sua falecida esposa, Sharon Tate, é interpretada por Margot Robbie.

O outdoor vandalizado pode ser conferido abaixo. O filme estreou nesta sexta, 26, nos cinemas americanos.

Em Era Uma Vez em Hollywood, a dupla Leonardo DiCaprio e Brad Pitt toma a frente, interpretando, respectivamente, um ator de TV em decadência e seu dublê na Los Angeles de 1969.

Além de Brad Pitt e Leonardo DiCaprio; Timothy Olyphant, Luke Perry, Damian Lewis, Dakota Fanning, Al Pacino, Emile Hirsch, Clifton Collins Jr, Tim Roth, Michael Madsen, Keith Jefferson, Mike Moh, Nicholas Hammond, Bruce Dern e Margot Robbie completam o elenco.

Era Uma Vez em Hollywood tem previsão de lançamento para o dia 15 de agosto no Brasil.