A Viúva Negra foi uma das vítimas de Vingadores: Ultimato. A personagem se sacrifica em Vormir para que os heróis consigam a Joia da Alma, o que é crucial na luta contra Thanos.

A morte da Viúva Negra ainda é bastante comentada. A personagem está prestes a ganhar o seu filme solo, depois de 12 anos no MCU (sigla em inglês para Universo Cinematográfico da Marvel), e foi a primeira heroína dos Vingadores, o que reforça um sentimento de tristeza em muitos fãs.

Para o ComicBook, os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely voltaram a explicar a escolha.


“Obviamente, é uma personagem que tem espaço para mais – ela não teve ainda um filme solo, tem histórias para contar  – mas o arco com os Vingadores, naquele momento, nós tínhamos fechado com o primeiro filme (Vingadores: Guerra Infinita). Alguém tem que morrer para pegar a Joia da Alma. É a única maneira de funcionar. Você tem que ter duas pessoas que se amam (o Gavião Arqueiro está na cena)”, começou a explicar Markus.

A dupla vê o sacrifício da heroína como o objetivo dela. A Viúva Negra queria juntar os Vingadores e trazer de volta todos que foram dizimados.

“Quando você vê o que os cinco anos fazem com todas as pessoas, ela está nessa posição onde ela está segurando a pressão, ficando contra a parede, tentando fazer com que todos fiquem juntos e isso é o que ela faria. Não há dúvidas sobre isso”, completou o escritor.

Vingadores: Ultimato segue em cartaz nos cinemas, com conteúdo extra. A versão digital do filme chega em 30 de julho, enquanto o DVD e Blu-ray em 13 de agosto.

O filme solo da Viúva Negra tem estreia prevista para 1 de maio de 2020.