Cuidado! Contém SPOILERS de Homem-Aranha: Longe de Casa!

Homem-Aranha: Longe de Casa ganhou uma divulgação voltada para a possível existência de um multiverso no MCU (sigla em inglês para Universo Cinematográfico da Marvel). No filme, os espectadores descobrem que tudo fazia parte do plano de Mysterio.

Em entrevista ao The New York Times, os roteiristas Chris McKenna e Erik Sommers explicaram o motivo de citar o multiverso, logo depois do que aconteceu em Vingadores: Ultimato. Os escritores queriam, de fato, fazer o público acreditar na existência de realidades alternativas para proteger as verdadeiras intenções do vilão.


“Toda vez que nos encontramos com alguma grande surpresa ou reviravolta, nós queremos fazer de tudo para proteger ou distrair o público”, comentou Sommers.

Dessa maneira, a história do multiverso, inventada por Mysterio, foi uma forma de construir o personagem.

“Nós dizíamos que ele tinha que se sentir como um personagem real, então quisemos dar para ele uma história trágica com todos detalhes de um outro mundo e fazer com que os Elementais que ele está lutando pareçam uma ameaça para os Vingadores. Nós tentamos fazer que parecesse o mais confiável possível”, explicou McKenna.

Em Homem-Aranha: Longe de Casa, Tom Holland retorna como Homem-Aranha. Zendaya, Marisa Tomei, Martin Starr, Jon Favreau, Jacob Batalon e Tony Revolori também estão de volta no filme, que move a ação para férias escolares na Europa.

Samuel L. Jackson também participa como Nick Fury, assim como Cobie Smulders reprisa o papel de Maria Hill. Jake Gyllenhaal é o Mysterio.

Com direção de Jon Watts, Homem-Aranha: Longe de Casa está em cartaz nos cinemas brasileiros.